Palcos
Almanzor: um novo festival de jazz que está a chegar a Alcobaça
Carolina Calado

Está a chegar o Almanzor JazzFest, com três noites de concertos, todos de entrada livre!

24 Janeiro, 2022

Almanzor: um novo festival de jazz que está a chegar a Alcobaça

Organizada pela Figura Fonética - Associação Cultural, a primeira edição do Almanzor JazzFest resulta de uma candidatura ao programa Garantir Cultura e tem ainda como parceiros a Banda de Alcobaça e o Município de Alcobaça. 

O conceito do festival foi ganhando forma com a pandemia e surgiu como uma homenagem a uma região com uma forte tradição no mundo da música. “Ao longo dos anos, temos vivido experiências proporcionadas por alguns espaços e eventos que se dedicaram a alimentar o gosto pelo jazz, como o Bar Ben, o Parlatório Café, o Armazém das Artes, o Cistermúsica, o Gravíssimo, o inJazz e, ao nível do ensino artístico, a Academia de Música de Alcobaça”, informa o diretor artístico do Almanzor. “O Almanzor Jazz Fest tem a particularidade de querer chamar a atenção para esse facto e a escolha dos artistas pretende ilustrar exatamente isso”, acrescenta Milton Dias.

O Almanzor JazzFest vai abrir no próximo dia 27 com o showcase de Rui Bandeira (que fará uma residência artística em Alcobaça), seguindo-se o concerto dos LiftOff, grupo do pianista Óscar M. da Graça e do vibrafonista Jeffery Davis que sobem ao palco acompanhados pelo contrabaixista Nelson Cascais e pelo baterista Alexandre Frazão.

No dia seguinte, vai ouvir-se música sem fronteiras pelo trio TGB, formado por Sérgio Carolino (tuba), Mário Delgado (guitarra) e Alexandre Frazão (bateria), num concerto que junta jazz, rock, folk e country, num registo particular que se pode dizer que os músicos vão inventando o seu próprio espaço, numa ode à liberdade criativa.

A encerrar o festival vai estar André Fernandes, guitarrista eleito músico do ano pela RTP/Festa do Jazz. À frente do coletivo Centauri vai dar a conhecer o seu mais recente trabalho discográfico, “Dianho”, proporcionando uma viagem sonora influenciada pela literatura e as artes visuais, não fosse o álbum inspirado pela mitologia da cultura tradicional portuguesa, o “Bestiário Tradicional Português” da autoria de Nuno Matos Valente e Natacha Costa Pereira, que farão uma participação especial.

A título de curiosidade, o nome do festival tem como influência uma lenda. “No Castelo de Alcobaça, havia um poço do qual saía uma melodia encantatória que tinha como autor o fantasma Ben Al Mansour, um guerreiro mouro que tinha falecido durante uma batalha em defesa do seu castelo”, explica Milton Dias. Se a história convencer os melómanos, este promete ser o primeiro capítulo de mais um festival de referência em Alcobaça.

Todos os concertos têm lugar no Cine Teatro João d'Oliva de Monteiro, em Alcobaça, às 21h30. O levantamento dos bilhetes só poderá ser efetuado nos dias dos espetáculos na bilheteira do Cine-Teatro, das 15h00 às 18h00 e das 19h00 às 21h30. 

Cine-Teatro de Alcobaça João D’Oliva Monteiro
. Dom Afonso de Albuquerque
2460-011 Alcobaça

Veja também

01 Julho, 2022
Entre os dias 12 a 14 de agosto, o Estádio do Viveiro vai receber a "Onda da Nazaré", festival que contará com atuações dos mais variados cantores e djs do panorama nacional. O evento, que tem o...
16 Maio, 2022
Em 2009, no ano em que se celebrava o 10º aniversário da morte de Amália Rodrigues, os músicos Nuno Gonçalves e Sónia Tavares (The Gift), Fernando Ribeiro (Moonspell) e Paulo Praça...
08 Abril, 2022
Numa primeira leitura, este seu nupérrimo e conceptual Dois Quartetos Sobre o Mar reavivou-me a faculdade de já conhecer as virtualidades musicais de Mário Barreiros desde pequenino, nomeadamente...