Onde passear
Farol, o spot da história e das ondas
Sara Vieira

Tornou-se destino obrigatório para quem ver de perto as ondas gigantes da Praia do Norte, na Nazaré. Só em 2018 já foi visitado por cerca de 82 mil pessoas.

19 Agosto, 2018

Farol, o spot da história e das ondas

Farol da Nazaré para os locais, Forte de São Miguel para os "palecos", o monumento foi aberto ao público em 2015 e, desde então, é um dos mais visitados do concelho.  

Situado no promontório do Sítio, a fortificação foi mandada construir em 1577, pelo rei D. Sebastião, para defesa do povoado piscatório da Pederneira, cujo porto era uma referência da época. Depois de vários projetos é em 1644 que o rei D. João IV ordena a sua remodelação e ampliação, dando-se as obras por concluídas nesse ano, atendendo à data inscrita no lintel do portal. Como sentinela vigilante da fortaleza ficou São Miguel Arcanjo, padroeiro de muitos santuários, construídos geralmente em lugares altos. Outro dado curioso é que na fachada, em cima do portal da entrada, D. João IV mandou colocar uma imagem em pedra calcária de São Miguel Arcanjo, com a legenda “ELREY DOM JUAN-1644”. 


Nos anos seguintes, o Forte sobrevive às invasões francesas (onde se refugiaram os soldados inimigos que combateram contra as populações do Sítio e da Pederneira), fez parte da história das lutas liberais e sofreu por parte dos liberais vários atos de vandalismo, nomeadamente à imagem de pedra de S. Miguel, que ainda hoje está desfigurada. No início do século XX, já sem função militar, o espaço sofreu obras para a instalação de um farol, depois dos pescadores passarem a mensagem ao Governo da necessidade de instalar um farolim e uma casa para o faroleiro, para apoio das atividades piscatórias. A 29 de outubro de 1903 são efetuadas obras de consolidação e restauro para a instalação do farol no Forte e finalmente a 1 de dezembro de 1903 começa a funcionar uma luz de porto instalada no Forte de São Miguel Arcanjo. 

Depois de algumas aberturas pontuais ao público, devido à presença do surfista Garrett McNamara na Praia do Norte, o farol abre definitivamente as portas ao público em 2015 com um Centro Interpretativo do Canhão da Nazaré, que surgiu de uma parceria entre a Câmara e o Instituto Hidrográfico (presente no local com vários conteúdos, como uma maquete “3 D” do canhão e informação sobre o submarino alemão U-963, afundado no final da 2.ª Guerra Mundial ao largo da Nazaré) e a Surfer Wall, espaço museológico onde big riders mundiais expõem as pranchas com que enfrentaram as ondas grandes da Praia do Norte. Também as exposições são outros dos atrativos de visita a este património, que, a par com as ondas da Praia do Norte, é um dos grandes atrativos turísticos da vila. 


Experimente ainda descarregar a aplicação Nazarépic (disponível gratuitamente na Google Play e, em breve, na App Store) e apontar a câmara do telemóvel para uma das várias placas espalhadas pelo Forte de São Miguel Arcanjo. Não se admire se Napoleão, D. João IV, D. Sebastião começarem a falar consigo... isto porque, a aplicação digital coloca figuras históricas a interagir com os visitantes do espaço. Através de uma parceria com a Altice Portugal, através da PT Empresas, o município da Nazaré, que gere o espaço desde 2015, apresenta uma solução de realidade aumentada, que alia surf, paisagem, usos e costumes, história e lendas da vila piscatória para dar a conhecer a “cultura e identidade do concelho”. Através da aplicação, que está disponível em vários idiomas, também será possível observar a onda gigante da Praia do Norte, pela tela do smartphone em realidade aumentada. 

Aberto diariamente, a entrada tem o custo de 1€ e é gratuita para crianças até aos 10 anos. Fica a dica da visita ao local que faz cortar a respiração aos amantes da natureza e que faz viajar os que não querem esquecer o passado.  
 

Forte de S. Miguel Arcanjo
Nazaré
9:30am - 6:00pm
€1.00

Veja também

19 Junho, 2021
Santuário de Fátima. Integro o grupo de curiosos e sedentos de passeios turísticos. Recebe-nos Deolinda Silva e Sérgio Francisco, da Câmara Municipal de Ourém. Joel Marques, de sorriso...
08 Junho, 2021
Uns acabam de chegar de Alcobaça, outros de Leiria, Batalha e ainda Caldas da Rainha. O grupo reúne-se nos Paços do Concelho, cheio de vontade de conhecer a terra que, logo ali, junto ao edifício...
27 Maio, 2021
O verão está à porta e se há coisa que não falta no nosso litoral são praias, algumas onde o inverno costuma ir passar as férias de verão. Mas, a maioria tem areais extensos, o mar convida a...